domingo, 30 de junho de 2013

O Altar de Bronze





Altar de Bronze

Êxodo 27.1 – “Farás também o altar de madeira de acácia; de cinco côvados será o seu comprimento, e de cinco, a largura

- Era quadrado (ilimitado).
- Era de 5 cúbitos quadrados (incapacidade humana).
- Era de 3 cúbitos de alto (completa e total provisão de Deus).
- Foi feito de madeira de acácia (indestrutível).
- Era coberto de bronze (juízo).
- Era de terra (não artificial).
- Não tinha degraus (a nudez humana seria exposta) feitos pelo homem.

Seus 4 chifres ( O Poder Ilimitado): Não há limites para o Poder de Deus quando um
sacrifício é feito. O chifre simbolizava poder e força.
No altar de bronze o mais rico de todos os tempos sacrificou.

2 Crônicas 1:6 e 7
Salomão ofereceu ali sacrifícios perante o SENHOR, sobre o altar de bronze que estava na tenda da congregação; e ofereceu sobre ele mil holocaustos.
Naquela mesma noite, apareceu Deus a Salomão e lhe disse: Pede-me o que queres que eu te dê.

Como ele (Salomão) só sobe no altar de bronze os cabeças.
2 Crônicas 1: 1 - 5
Salomão, filho de Davi, fortaleceu-se no seu reino, e o SENHOR, seu Deus, era com ele e o engrandeceu sobremaneira. Falou Salomão a todo o Israel, aos capitães de mil e aos de cem, aos juízes e a todos os príncipes em todo o Israel, cabeças de famílias; e foi com toda a congregação ao alto que estava em Gibeão, porque ali estava a tenda da congregação de Deus, que Moisés, servo do SENHOR, tinha feito no deserto.
Mas Davi fizera subir a arca de Deus de Quiriate-Jearim ao lugar que lhe havia preparado, porque lhe armara uma tenda em Jerusalém.
Também o altar de bronze que fizera Bezalel, filho de Uri, filho de Hur, estava ali diante do tabernáculo do SENHOR; e Salomão e a congregação consultaram o SENHOR.

Salomão constrói o Templo! Onde? No Monte Moriá e mais uma vez no altar de bronze
Deus se manifesta.

2 Crônicas 7: 4 e 5
A conclusão da solenidade
Então, o rei e todo o povo ofereceram sacrifícios diante do SENHOR.
Ofereceu o rei Salomão em sacrifício vinte e dois mil bois e cento e vinte mil ovelhas.

quinta-feira, 27 de junho de 2013

O que vale é a força que está dentro de si




Miniatura

Nova Música da Fogueira Santa: Cansei de ser o mesmo (Lenta) Milton Cardoso

Livro: A Mulher V

Clique aqui para ler on-line
* Conteúdo disponível na internet



Nova Música: Milton Cardoso - Vou lutar ate o fim

Livro: Nada a Perder - Biografia Bp. Edir Macedo

Clique aqui para baixar:
Download em ePub
Download em  mobi
Download em PDFOu leia aqui no blog:


by Marco Antonio do Nascimento Sales
 

A quebra das 7 Linhas do Mal





Mais 3 Testemunhos na Fé de Jacó




Miniatura

EBI e TF Teen no Vau de Jaboque





7 passos para Deus descer em sua vida




Livro: Casamento Blindado

quarta-feira, 26 de junho de 2013

Assista: Minissérie José Do Egito - Capítulo 23 (Record) 26/06/2013


Clique aqui para baixar todos os outros capítulos!
Capítulo 23 – Apopi exige ver José 

Reprodução/Rede RecordO soberano do Egito decide dar a Azenate a oportunidade de se defender. O marido de Diná afirma que ficará no acampamento de Jacó caso ela não queira retornar para sua terra. Azenate se defende durante o julgamento. Quando consultado pelo Faraó, Pentephres age estranhamente. Dúbio, ele acha que sua filha deve ser perdoada. Apópi decide livrar Azenate de qualquer punição. Ele exige também que todas as acusações contra ela sejam esquecidas.
A jovem se emociona e abraça o pai. Pentephres diz ao pé do ouvido da filha que nunca a perdoará. Ele revela que só a salvou para lavar a própria honra e destaca que jamais permitirá sua felicidade ao lado de José. Pentephres afirma que mandará matar os dois, caso se encontrem novamente. Dois anos se passam. O Faraó tem um pesadelo. Assustado, ele afirma que precisa de alguém que possa interpretá-lo.
O Faraó permanece perturbado com o pesadelo. Diná tenta se entregar ao marido, mas as lembranças do estupro ainda a atormentam. Cansado após tantas negativas, ele sai da tenda e se junta aos outros que estão reunidos próximos a uma fogueira. O grupo se assusta ao ver Lia, que sai de sua tenda completamente nua. Perturbada, ela não percebe que está sem roupa. O Faraó tem outro pesadelo, diferente, mas tão terrível quanto o primeiro. A pedido do soberano, diversos magos, sábios e adivinhos são chamados para tentar decifrar os pesadelos do Faraó. Na prisão, José começa a ficar abatido.
No dia seguinte, Lia se envergonha do que fez e começa a chorar. Enquanto os outros falam, Lia volta a seu mundo interior e olha para todos sem reconhecê-los. Ela expulsa os filhos da tenda e só reconhece Jacó. Mais velhos, Benjamin e Mara trocam um selinho de forma desajeitada. O marido de Diná passa pelos dois carregando seus pertences. Ele afirma que está voltando para sua terra. Ruben tenta beijar Bila, mas acaba levando uma mordida. Ao descobrir que seu companheiro partiu, Diná pega um cavalo e sai à procura do marido.
Naamá se desespera porque a jovem não sabe cavalgar. Ninguém consegue decifrar os pesadelos do Faraó. Pentephres decide tentar. O soberano percebe que a interpretação do sacerdote não é verdadeira e o expulsa. Sati se cansa das exigências de Hapu e afirma que ele pode contar toda a verdade para Potifar. Enquanto discutem, o comandante chega e pergunta o que deve lhe ser revelado. Em tom desafiador, Sati instiga Hapu a falar. Ele fica tenso. Nekau serve vinho para o Faraó, que está perdido em seus pensamentos. Com a devida permissão, o copeiro fala sobre o hebreu, antigo escravo de Potifar, que interpretou seu sonho corretamente.
Ele revela que o rapaz se chama José. Hapu engana Potifar. Mitri se aproxima do comandante para dizer que o Faraó o chama. Quando fica sozinha com Hapu, Sati afirma que não se submeterá a mais nada. Judá negocia sua antiga casa com um amigo quando Tamar chega. Ela revela que o viu de longe e se aproximou. Tamar fala sobre seu casamento com Selá, mas Judá a corta para dizer que a cerimônia não acontecerá. Diná alcança o marido e cai do cavalo. Gibar fica surpreso com a moça, que revela estar verdadeiramente apaixonada. Diná toma a iniciativa e começa a beijar o marido. O casal começa a se despir.
O Faraó conversa com Potifar e começa a perguntar sobre José. Azenate e Tany se aproximam sem serem vistas e ouvem tudo. Quando interrogado, o comandante revela que o hebreu tem diversas habilidades, mas foi preso sob a acusação de tentar violentar Sati. Azenate decide se revelar e interfere. Ela pergunta por que José foi preso ao invés de ter sido enviado para a morte. Constrangido, ele afirma que o hebreu é um homem especial, por isso deve ser ouvido. O Faraó decide que José deve ser trazido ao palácio. Judá diz a Tamar que não irá permitir o casamento porque fez um juramento para a esposa em seu leito de morte. Potifar vai até a cadeia para buscar José. Ele revela que o Faraó pretende vê-lo o mais breve 
Quarta-Feira, 26 de Junho de 2013

Testemunho Fogueira Santa Sr. Aldo




Miniatura

Vídeo da Noite da Salvação 26/06/13

O QUE ESTARÁ FAZENDO QUANDO A MORTE CHEGAR?

Clique aqui:
http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=a3ZztICu_3o#at=22



Deixaram de sacrificar...




Miniatura

Quem sou eu

Minha foto
São Paulo, Brazil
Quero aqui repartir com todos um conteúdo de mensagens para reflexão e edificação espiritual, o nosso objetivo é ganhar almas para o nosso Senhor Jesus... Se de alguma maneira esse blog puder ajudar ao menos uma pessoa no mundo todo, na caminhada pela salvação, já me sinto gratificado... "Fiz-me tudo para todos, para por todos os meios chegar a salvar alguns. E eu faço isto por causa do evangelho, para ser também participante dele." (I Corintios 9:22,23)

Veja Também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...